EMPRÉSTIMOS PARA AUTÔNOMOS: ENTENDA COMO FUNCIONA O EMPRÉSTIMO PARA AUTÔNOMO

Durante muito tempo era quase que impossível poder conceder crédito à um trabalhador autônomo. Com a dificuldade de comprovação de renda era difícil devido os salários variáveis, e nenhum vínculo formal com empresas, as instituições financeiras não disponibilizavam recursos.

Ainda com as dificuldades de comprovações de rendas, muitas instituições financeiras estão mudando suas formas de concessão de crédito e se adaptando à realidade de aumento de trabalhos de autônomos no país e dando alternativas de créditos à essa categoria.

COMO FUNCIONA O EMPRÉSTIMO PARA AUTÔNOMO?

Hoje é possível conseguir o empréstimos para autônomos apresentando o extrato de movimentação bancária dos últimos meses, além da possibilidade de se mostrar contratos ou recibos de prestação de serviços que comprovem o trabalho e até mesmo os comprovantes do imposto de renda, onde se declara ao governo os ganhos anuais do mesmo.

Dentro das modalidades de empréstimos para autônomos estão:

  • Microcrédito;
  • Cheque especial;
  • Empréstimo pessoal;
  • Empréstimo com garantia de imóvel;
  • Empréstimo com garantia de automóvel;

 

O ideal é fazer uma pesquisa e ter conhecimento sobre cada modalidade para identificar qual é mais adequada ao perfil do cliente e a melhor condição para seu bolso, além de buscar informações sobre a seriedade e reputação da instituição financeira a qual será adquirido o empréstimos para autônomos. Infelizmente há muitas empresas enganosas no mercado e é preciso ter cuidado para não cair em golpes.

É possível fazer todo o processo de empréstimo para autônomo via internet. Através de simuladores online é possível fazer comparações entre as empresas como taxas e formas de pagamentos. Hoje os empréstimos feitos online são seguros, práticos e rápidos de aprovação.

Um detalhe importante para se considerar sobre os empréstimos para autônomos é que, assim como para os negativados, eles são considerados um “grupo de risco” mais elevado para as instituições financeiras e por isso, os juros praticados nesse tipo de empréstimo podem ser mais altos do que os de empréstimos comuns praticados no mercado.

Posted in Finanças

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*